Não tenho certeza de nada

Se alguém comentasse comigo sobre um post desse a alguns meses, de fato, não faria nenhum sentido, estava tudo bem, vivia meus dias fazendo mini planos diários e pensava que tudo ia acontecer conforme eu esperava.

Mas quando eu achava que tinha certeza de tudo, a vida veio e me fez parar e refletir sobre o que eu tinha naquele momento e o que eu queria ter lá na frente. Quebrei a cara! E foi nessa hora que eu descobri que não ter certeza das coisas faz a gente abrir os olhos para muitas oportunidades que antes nem levaria em conta.

É tipo aquela receita de bolo que de tanto você repetir já vai no automático, sem curtir cada ingrediente colocado na forma, sabe ? Pois é, minha vida era essa receita e eu estava no automático.

Falar que é fácil desapegar de passados, rotinas e de sonhos seria uma mentira, mas quando a vida te chama te presenteando com tantos momentos bons, a sua única escolha acaba sendo andar pra frente, tudo fica mais leve, os momentos tristes vão se espaçando e parece que tudo vai fazendo sentido.

Hoje me vejo sem certezas, mas com a vida nas minhas mãos para eu fazer o que eu quiser, sem fórmulas “perfeitas” de felicidade, que no final ninguém nunca saberia se daria mesmo certo.  E é agora que estou vivendo de verdade, sem pensar no amanhã, a vida é uma só e ultimamente tenho achado tão veloz que me recuso a perder mais tempo e isso é libertador!

49e151e0559fd5a5bf3636df89938519

Beijos Gi

Minha experiência com o DogHero!

Nem todo muito conhece o DogHero, então antes de contar a minha experiência ma-ra-vi-lho-sa, explico o que é esse site!

DogHero é um site para quem tem cachorro e para quem não tem também, mas esses últimos gostariam muito de ter, nem que fosse por 1 fds e aí a magia acontece rs.

Brincadeiras a parte, funciona assim, donos de cachorro que não podem ficar com seu bichinho por determinado período procuram no site pessoas dispostas a cuidar, levar pra passear, alimentar, brincar, amar e devolver no final do dia marcado. É tudo muito certinho gente, desde o primeiro contato, as coisas funcionam verdadeiramente bem. Cada anfitrião é aprovado pelo site através de questionário e entrevista, o perfil de cada um tem que ser bem explicativo em relação ao porte de cachorro, tipo de casa, hábitos e etc. e o anfitrião determina o valor que será cobrado pela diária (30% do valor total da hospedagem é para o site). O valor que cada anfitrião estabelece fica disponível na conta bancária em 48 horas, é como um hotel, só que muito melhor, por que a atenção e os cuidados são 100%.

Estou escrevendo esse post com uma bolinha branca me olhando rs, é que o Mahalo veio passar o feriado aqui em casa. Esse boxer branco lindo e gostoso já ficou aqui em casa 3 vezes e hoje em dia é praticamente da família.

1

Mahalo, o hóspede mais maravilhoso de todos os tempos!

3

Para quem se interessou em fazer parte do site, eu tenho umas dicas:

1- Ter um cachorro é ter responsabilidades, quando é o cachorro dos outros essa responsabilidade tem que ser redobrada;

2- Se você vai receber um cachorro em casa, esteja preparado para isso, faça com que ele se  sinta em casa, ou seja, esqueça os seus hábitos, o importante é o bem estar dele;

3- Esteja preparado para receber um cachorro, caso tenha cachorro ou criança em casa, deixe isso bem claro no site;

4- Troque whatsapp com o dono do cãozinho, isso vai te salvar!

5- Divirta-se muito!

Beijos Gi

A vida pós carnaval

Existe vida pós carnaval.

Não lembro da experiência mais cansativa e ao mesmo tempo encantadora e cheia de brilho (além do glitter), alegria, vontade de viver e ser feliz que eu tenha tido nos últimos meses, quem sabe anos.

Não lembrava do que era carnaval. A convivência com pessoas que não gostam me fizeram achar que talvez tivesse desgostado dessa pequena época do ano em que as pessoas perdem a vergonha, mas não esquecem de deixar a felicidade ser o personagem principal da vida.

Carnaval pra mim é isso; ser feliz. Não importa como, porque, onde ou com quem. Ser feliz é o que importa.

carnaval 2

Esse carnaval marcou a minha vida, não viajei, não fui pra nenhuma festa cara, não usei salto nem roupa nova, e a vida me surpreendeu da melhor forma. Foi o carnaval mais feliz, mais alegre, mais pé no chão, com mais sorrisos e fantasias que eu poderia ter!

Carnaval, seu lindo. Até 2017.

carnaval

Ah, sim, me fantasiei de tiro ao alvo e amei!

Beijos Gi

O que eu salvaria se minha casa estivesse pegando fogo ?

Já tem um tempo que li um post desse em um blog e queria muito fazer algo parecido, com as minhas respostas para essa pergunta tão original.

Primeiro deixa eu explicar que não considerei nenhum ser vivo dentro da minha casa para ser salvo, porque claro que minha família e a Ursula, minha cachorra que também é da família, seria o que eu salvaria e deixaria todo resto pra trás.

Assim, pensando só nos meus objetos, nas minhas coisas pessoais, minhas escolhas foram essas;

tumblr_mmdmfx0WKc1qjfqe4o1_1280
Imagem meramente ilustrativa

Pegaria meu notebook, não é o meu item favorito da vida, mas acho que pela utilidade dele e por toda história em fotos que tem dentro dele, eu gostaria de salvá-lo.

Se meu celular já não estivesse na minha mão, com certeza seria outro objeto que eu ia querer carregar comigo.

Ia levar a minha bolsa, com tudo que tem dentro,  pra tentar salvar meus documentos, dinheiro e etc.

Acho que no susto de não saber se teria como voltar pra casa depois, ia pegar uma roupa, mas acho que não pensaria em uma peça específica, seria algo pra usar na emergência de não ter mais nada.

Gostaria de dizer que levaria minhas maquiagens, sapatos e perfumes, mas sou a pessoa mais medrosa da vida, e na hora do desespero, nada disso ia passar pela minha cabeça.

E vocês: o que vocês salvariam se a cada estivesse pegando fogo?

Beijos Gi

As vezes dá uma vontade de voltar!

Heeeeey.

Alguém por aí?

Acho que nunca fiquei tanto tempo longe do blog. Outro dia me peguei pensando em porque tinha dado essa pausa e não sei bem a resposta, mas eu sabia que precisava respirar fora daqui. estava cansada da internet e a vida lá fora, me chamava aos gritos. O fato é que nunca foi uma opção excluir o blog, e por isso resolvi fazer esse post, e voltar aqui sempre e quantas vezes der vontade. Não sei se os posts serão com tanta frequência, mas toda vez que postar algum, vai ser porque a vontade de mostrar ou apenas dizer algo foi difícil de ignorar.

tempo

Beijos Gi

Domingo no parque ♥

Domingo por aqui, é o dia oficial de levar a Ursula no aterro. Não sei se ja contei aqui no blog, mas eu tenho uma cachorra, ela é uma boxer de 5 anos e meio (eu acho), não sabemos a idade certinha dela porque quando adotamos foi tudo meio sem essas informações. Prometo que falo dela em outro post!

Normalmente levamos ela só pra correr mesmo, brincar de jogar bolinha e ela ir buscar, dar uma volta pela orla da praia do Flamengo, ver gente, essas coisas bem relax que é a cara do domingo 😉

Dessa vez fizemos tudo isso, e ainda aproveitamos pra tirar muitas fotos, pra nossa sorte, o dia estava lindo!

IMG_0064 cIMG_0055 cIMG_0076 c IMG_0029 cIMG_0054 cIMG_0072 cIMG_0023 cIMG_0035 cIMG_0038 cIMG_0016 c

 Beijos Gi

Essas coisas da vida

Não sei direito como começar esse post, e até o título é um pouco vago, porque eu acho que a palavra “vaga” representa um pouco esse momento que estou vivendo.

Sabe quando você faz planos sobre o futuro e vive seu presente torcendo pra tudo dar certo, e esperando que tudo aquilo que você planejou aconteça pra que a vida faça sentido e as coisas possam fluir normalmente, entenda-se, que você seja feliz ? Pois é.

As coisas por aqui não aconteceram conforme o meu calendário, digamos que alguns planos eu fui obrigada a adiar, e no meio disso tudo outras coisas aconteceram e com elas algumas pedras foram colocadas no caminho pra dar uma variada na paisagem. Resumindo, a vida tá um caos. Meu otimismo sempre me fez continuar acreditando nas possibilidades, mesmo enxergando os problemas como eles verdadeiramente são, e dessa vez não vai ser diferente. Jogar tudo pro alto é carta fora desse baralho, se apegar aos problemas e deixar que a tristeza domine meus dias não vai ajudar em nada, é aquilo, conte as coisas boas no meio das ruins e veja como isso faz diferença.

O que eu percebi nisso tudo, é que muitas vezes a gente espera tanto pelo que ainda pode acontecer, foca tanto em um futuro e acaba não enxergando as pequenas coisas boas que acontecem na nossa vida diariamente, e sem clichê nenhum, todos os dias acontecem coisas boas.

large (1)

Não sei quando as coisas vão melhorar na minha vida, mas acredito que tudo tem o porque de ser e acontecer, e que momentos ruins todo mundo tem, certas coisas não devemos questionar, basta acreditar que é apenas um fase, dessas batalhas que acontecem na vida de cada um, e que superar todas elas só depende da gente. As vezes o caminho é lento, mas o importante é não parar!

Sem título

A sua irritação não solucionará problema algum…
As suas contrariedades não alteram a natureza das coisas…
Os seus desapontamentos não fazem o trabalho que só o tempo conseguirá realizar.
O seu mau humor não modifica a vida…
A sua dor não impedirá que o sol brilhe amanhã sobre os bons e os maus…
A sua tristeza não iluminará os caminhos…
O seu desânimo não edificará ninguém…
As suas lágrimas não substituem o suor que você deve verter em benefício da sua própria felicidade…
As suas reclamações, ainda mesmo afetivas, jamais acrescentarão nos outros um só grama de simpatia por você…
Não estrague o seu dia.
Aprenda a sabedoria divina,
A desculpar infinitamente, construindo e reconstruindo sempre…
Para o infinito bem! (Chico Xavier)

Keep walking.

Beijos Gi

Meu carnaval; antes do carnaval

Eu amo carnaval, adoro o clima de festa e as pessoas na rua festejando a alegria e se divertindo com fantasias a qualquer hora do dia. Esse ano viajei para Cabo Frio (região dos lagos do RJ) e cheguei antes do carnaval por lá, o que proporcionou uma cidade vazia, silêncio nas ruas e uma praia quase deserta. Meu namorado não curte carnaval, então ir para blocos e aproveitar todos os dias na loucura que é uma cidade lotada de foliões é bem difícil por aqui rs. Por isso, as fotos de hoje não são de fantasias, confetes e trio elétrico, são fotos de Cabo Frio antes do carnaval chegar.

20150210_16565920150210_16452520150210_16574020150210_171008 (1)20150210_17101220150210_16504820150210_17112210963930_824619770944774_592494977_n20150210_17062610995055_550029315139734_93432104_n10950544_1399667207005668_761950912_n925569_785481224866150_2090410275_n

Beijos Gi

Cabelo novo!

2015 já começou com mudanças! Sim, depois de um bom tempo usando cabelos bem longos e apenas alternando entre o repicado e os fios retos, resolvi cortar de verdade!

Eu já estava com vontade de cortar ah um bom tempo, mas sempre adiava por mil motivos, aí veio o verão, o calor dos infernos no Rio e esse virou o motivo número um haha, sério, não sei como aguentei tanto tempo aquele cabelão nesse calor!

Já namorava alguns cortes e acabei decidindo o tamanho médio, nem muito curto, nem aparando “só as pontinhas” e escolhi 3 cabelos-desejos, que foram esses:

JessicaLC imageOlivia

New

Mesmo amando como ele está agora e querendo curtir muito esse tamanho médio, acho que o cabelo grande combina mais comigo, fora que tem todo lado sedução que o cabelão dá né, depois que a gente corta que percebe, é outra coisa gente. Porém, estou priorizando a praticidade, cabelo cresce e eu sou geminiana, mudanças, mesmo as pequenas, são ótimas e revigoram a gente, um dia ainda quero ter coragem pra cortar um chanelzinho.

PS: A foto atual foi tirada no carnaval e lá na praia era impossível tirar foto sem sair assim, completamente descabelada, na próxima prometo aparecer direitinha.

Beijos Gi

 

Pode vir 2015…

Há um ano atrás escrevia minha lista de desejos para 2014, e quem diria que uma delas acabaria por me ocupar tanto, que faltaria tempo para todo o resto, como o blog. Escrevi um texto no instagram que significa o que eu vivi em 2014 e espero de 2015.

“2014 foi um ano bom, não digo o mais sublime, mas aprendi tanto, na dor e no amor, que não dá pra colocar esse ano na gaveta de “anos pra esquecer”. Foi em 2014 que conheci pessoas especiais, vivi momentos especiais, reencontrei mais que em outros anos, algumas amigas mais-que-especiais. Foi em 2014 que eu bebi, com as 4 letras maiúsculas, não que isso seja bom, mas não tive nenhuma ressaca, o que quer dizer que estou ficando forte haha. Em 2014 eu esqueci um pouco dos outros e foquei em mim, fui mais corajosa nesse ano também. Não tive problemas de saúde em 2014, o que já conta como saldo final positivo. Me formei em 2014 e abandonei tudo pra focar nos estudos. Logo eu, tão inquieta… não está sendo fácil, mas que em 2015 eu colha os frutos de tudo que abdiquei (cerveja não conta). Obrigada aos que fizeram do meu ano mais especial. Um feliz ano novo para todos. Vem 2015, mas vem sorrindo.”
large (3)

Antes mesmo do ano acabar, já aguardo com vontade 2015. Sabe quando começamos a realizar coisas que sabemos que somente terão resultados a longo prazo? Estou nessa situação e por isso 2015 já é muito esperado por mim, então que ele venha e junto com ele venham também mais sonhos, mais obstáculos, mais conquistas, mais desafios, mais aprendizado, mais vida pra viver da melhor forma possível, um 2015 maravilhoso para todos.

Beijos Gi